Quanto custa para casar no cartório? Dá para casar de graça? Confira!

Quer fazer seu casamento no civil apenas? Veja quais custos você terá?

Por Igor em 05/11/2023
Casal saindo do casamento civil felizes

Nos dias de hoje, a ideia de um grande casamento já não é tão comum, e muitos casais optam por uma cerimônia civil mais simples. No entanto, é fundamental ter conhecimento dos custos envolvidos nesse tipo de casamento.

Entender os valores é crucial para aqueles que desejam dar esse passo significativo na vida, unindo-se em matrimônio e construindo uma família.

Afinal, um casamento merece um começo sólido. Este é um momento verdadeiramente especial, mas também envolve despesas que requerem um planejamento adequado de acordo com o seu orçamento.

Os gastos associados a um casamento civil podem variar dependendo da região em que você reside, no entanto, as despesas gerais são semelhantes, o que permite ter uma estimativa dos custos médios. Portanto, continue lendo este artigo para obter mais informações a respeito.

Leia em nossa matéria mais informações e saiba quanto custa casar no cartório.

Quanto custa casar no cartório?

Os custos para casar no cartório podem variar significativamente dependendo da região e do cartório específico em que você pretende realizar a cerimônia.

Geralmente, as despesas incluem as taxas do cartório, o custo da certidão de casamento e, em alguns casos, podem haver custos adicionais para a realização da cerimônia em si.

Para obter uma estimativa mais precisa dos custos envolvidos, é aconselhável entrar em contato com o cartório local onde você planeja se casar. Eles poderão fornecer informações detalhadas sobre as taxas e requisitos específicos da região.

Além disso, lembre-se de considerar outros possíveis gastos, como roupas, anéis, buquê e celebração após a cerimônia, se desejar. Ter um orçamento claro desde o início ajudará a planejar um casamento civil que atenda às suas necessidades e expectativas financeiras.

Quanto custa casar no cartório nas principais capitais do Brasil?

É importante ressaltar que os custos dos casamentos variam de acordo com os municípios. Para que você tenha uma ideia dos valores, veja a tabela abaixo com as médias das capitais brasileiras:

Capital Custo para casamento no Civil
Rio Branco – Acre R$ 374,80
Maceió – Alagoas R$ 523,40
Macapá – Amapá R$ 356,48
Manaus – Amazonas R$ 468,90
Salvador – Bahia R$ 518,22
Fortaleza – Ceará R$ 422,00
Brasília – Distrito Federal R$ 539,53
Vitória – Espírito Santo R$ 742,00
Goiânia – Goiás R$ 498,22
São Luís – Maranhão R$ 422,00
Cuiabá – Mato Grosso R$ 498,22
Campo Grande – Mato Grosso do Sul R$ 498,22
Belo Horizonte – Minas Gerais R$ 659,38
Belém – Pará R$ 352,35
João Pessoa – Paraíba R$ 422,00
Curitiba – Paraná R$ 539,53
Recife – Pernambuco R$ 422,00
Teresina – Piauí R$ 422,00
Rio de Janeiro – Rio de Janeiro R$ 1.320,25
Natal – Rio Grande do Norte R$ 422,00
Porto Alegre – Rio Grande do Sul R$ 539,53
Porto Velho – Rondônia R$ 170,85
Boa Vista – Roraima R$ 378,63
Florianópolis – Santa Catarina R$ 539,53
São Paulo – São Paulo R$ 539,53
Aracaju – Sergipe R$ 422,00
Palmas – Tocantins R$ 888,00

Observe que o custo é diferente em cada capital. Nos outros municípios, eles serão bem diferenciados, seguindo, normalmente, o valor de cada capital.

O que precisa para casar no cartório? Requisitos

Para realizar um casamento no cartório, os noivos devem observar os seguintes requisitos:

  • Ser maior de 18 anos.
  • Não estar impedido por lei de se casar.
  • Apresentar a documentação necessária.

Os Documentos obrigatórios para o casamento são:

  • Certidão de nascimento original.
  • Documento de identidade com foto.
  • CPF.
  • Comprovante de residência.
  • Declaração de estado civil.
  • Declaração de bens.

A declaração de estado civil é um documento que atesta o estado civil do noivo ou da noiva. Para noivos solteiros, é necessário apresentar uma certidão de nascimento original.

No caso de noivos divorciados, é preciso exibir uma certidão de casamento com a averbação do divórcio. No caso de noivos viúvos, é essencial apresentar uma certidão de casamento com a averbação do óbito do cônjuge falecido.

A declaração de bens é um documento que lista os ativos do noivo ou da noiva. Essa informação é crucial para a definição do regime de bens do casamento. O regime de bens consiste em um conjunto de regras que estabelecem como os bens do casal serão divididos em caso de separação ou divórcio.

Processo de habilitação de casamento

Os noivos devem comparecer ao cartório de registro civil da localidade onde desejam se casar para iniciar o processo de habilitação de casamento, que tem uma duração média de cerca de 30 dias.

Durante esse período, o cartório avalia a documentação apresentada e verifica se os requisitos legais estão sendo cumpridos.

A cerimônia de casamento civil é conduzida no próprio cartório de registro civil. Ela pode ser conduzida por um juiz de paz ou por um tabelião. A cerimônia é geralmente simples e rápida.

Após a realização da cerimônia de casamento, o cartório procede ao registro do casamento no livro de registro civil, o que é essencial para que o casamento tenha validade legal.

As principais dicas para casar no cartório são:

  • Inicie o processo de habilitação de casamento com antecedência.
  • Certifique-se de conhecer os documentos exigidos pelo cartório.
  • Escolha um cartório que ofereça horários e preços que atendam às suas necessidades.
  • Prepare-se com antecedência para a cerimônia.

Como economizar casando no cartório?

Optar por um casamento no cartório é uma excelente escolha para aqueles que desejam economizar em sua cerimônia de casamento. O custo total de um casamento civil pode variar consideravelmente, dependendo das decisões do casal, incluindo taxas, serviços adicionais e a decoração.

Aqui estão algumas dicas valiosas para economizar ao realizar um casamento no cartório:

  • Escolha o Dia e Horário com Cautela: Casar durante a semana ou em horário comercial é geralmente mais econômico, pois muitos cartórios oferecem taxas mais baixas nessas circunstâncias.
  • Pesquisa de Cartórios: Antes de tomar uma decisão, pesquise os preços em diferentes cartórios para encontrar opções mais acessíveis.
  • Local Simples para a Cerimônia: Opte por um local de cerimônia simples, como o próprio cartório ou um ambiente ao ar livre, como um parque ou jardim.
  • Evite Serviços Extras: Elimine serviços adicionais, como decoração ou buffet, e considere fazer a decoração por conta própria ou contratar um profissional para realizar um trabalho mais básico.
  • Negociação de Preços: Não hesite em pedir descontos aos fornecedores envolvidos no processo do casamento.

Além desses procedimentos, você deve se antecipar nas etapas do Casamento Civil para conseguir mais descontos.

No processo de habilitação de casamento, pense nas seguintes etapas:

  • Inicie com Antecedência: Comece o processo de habilitação de casamento com antecedência, permitindo mais tempo para economizar.
  • Verificação de Documentação: Certifique-se de entender quais documentos são estritamente necessários para evitar taxas extras por documentos supérfluos.

Em relação à cerimônia de casamento, é possível economizar da seguinte forma:

  • Escolha um Cartório Conveniente: Escolha um cartório com horários e preços que se adequem ao seu orçamento, pois alguns oferecem horários mais econômicos.
  • Simplicidade na Cerimônia: Opte por uma cerimônia simples, seja no próprio cartório ou em um local despojado, como um parque ou jardim.
  • Elimine Serviços Supérfluos: Evite contratar serviços extras, como decoração ou buffet, e considere fazer a decoração você mesmo ou contratar um profissional para um trabalho básico.

Além dessas orientações, não hesite em solicitar descontos ao cartório para o registro do casamento.

Seguindo essas orientações, você estará bem preparado para realizar um casamento civil econômico e significativo no cartório.

Dá para casar gratuitamente no civil?

Sim. É possível fazer o casamento no cartório de graça!

De acordo com o artigo 1.512 do Código Civil brasileiro, é possível obter isenção das taxas de casamento para casais que comprovem não ter condições financeiras de arcar com os custos do matrimônio civil.

Essa disposição legal visa garantir que o casamento seja acessível a todos os cidadãos.

Para obter a isenção das taxas de casamento, os noivos precisam cumprir alguns requisitos e seguir determinados procedimentos:

  • Comprovação de Carência Financeira: Os noivos devem demonstrar que não têm condições de pagar as taxas de casamento. Essa comprovação é fundamental para se qualificar para a isenção.
  • Declaração de Hipossuficiência: Para formalizar a comprovação de carência financeira, os noivos devem assinar uma declaração denominada “Declaração de Hipossuficiência.” Essa declaração é criada no próprio cartório onde serão apresentados os documentos necessários para o casamento. É importante enfatizar que todas as informações fornecidas na Declaração de Hipossuficiência devem ser verídicas, uma vez que falsas declarações podem resultar em consequências legais.

A finalidade dessa lei é promover a igualdade e a acessibilidade ao casamento civil. Ela garante que casais que enfrentam dificuldades financeiras não sejam impedidos de oficializar sua união por razões puramente econômicas. A isenção das taxas permite que o casamento seja uma opção viável para todos os cidadãos, independentemente de sua situação financeira.

Observações Importantes:

  • A isenção de taxas não deve ser confundida com a gratuidade do casamento civil. A gratuidade se aplica a alguns casamentos específicos, como casamentos realizados no Dia da Gratuidade, onde os cartórios oferecem a celebração gratuitamente, independentemente da situação financeira do casal.
  • É fundamental que os noivos estejam cientes dos requisitos e procedimentos legais em sua jurisdição específica, uma vez que a aplicação e interpretação da lei podem variar de um local para outro.

Assim, o artigo 1.512 do Código Civil brasileiro estabelece uma importante disposição legal que permite a isenção das taxas de casamento para casais que comprovem carência financeira, garantindo que o casamento civil seja acessível a todos os cidadãos, independentemente de sua situação econômica.

Essa é uma medida importante para promover a igualdade e a inclusão no acesso ao casamento.

Perguntas Frequentes

O Casamento no Civil é mais barato?

De maneira geral, sim, pois é possível fazer uma cerimônia mais simples e com menos custos (como salão, decoração etc.).


Dá para casar de graça no cartório?

Sim, mas este benefício é para os cidadãos que comprovarem que não podem fazer o pagamento das taxas de cartório.


Quanto custa casar no cartório?

O custo é diferente para cada município e inclui taxas de emissão de certidões e custos com o casamento em si.


Você também vai gostar