Educação Financeira: Mude sua Mente com essas dicas

Como se educar financeiramente

Por Geniuzz em 19/08/2022

Educação financeira

A grande maioria das pessoas possui o mesmo sonho ou objetivo na vida: ser rico. Entretanto, poucos conseguem essa proeza, isso se dá por vários motivos e um deles é a mentalidade.

Não tem como querer mudar de vida e continuar fazendo as mesmas coisas e tomando as mesmas atitudes.

Por isso, há uma necessidade de entender sua situação financeira atual e definir o que você deve fazer para chegar aonde você almeja.

Nem sempre esse processo é fácil, isso porque ao longo da vida nós adquirimos hábitos que podem ou não ser saudáveis e nos fazer bem.

Para te ajudar nessa caminhada, aqui estão algumas dicas e sugestões valiosas, que nós do GENIUZZ, preparamos para cooperar com você e te nortear sobre quais decisões e atitudes tomar. Para conferí-las leia o texto até o final.

Invista em educação

Isso mesmo o que você ouviu, se você saiu do ensino médio ou faculdade e acha que acabou por ali, está redondamente enganado.

A primeira coisa que você deve fazer para mudar sua mente e aprender a lidar com dinheiro.

É sobretudo estudar sobre ele, a esse processo dá-se o nome de Educação Financeira.

Infelizmente, essa não é uma matéria que os alunos aprendem na escola, por exemplo, mas é um assunto que você levará consigo durante o resto da vida.

Hoje em dia já existem muitas informações sobre o assunto disponíveis na internet, então é mais fácil encontrar materiais para ler e entender melhor.

Há cursos – gratuitos e pagos – matérias, blogs, vídeos e  muitos outros tipos de conteúdo que você pode consumir e ter uma boa base sobre como lidar com dinheiro e começar a arrumar sua vida financeira.

Se organize para não fazer dívidas

Antes mesmo de pensar em ser rico, você precisa parar de ser pobre. Isso mesmo que você ouviu e, para começar, é importante resolver suas pendências financeiras.

Assim, coloque no papel todos os seus gastos fixos e variáveis e seus ganhos, analise suas dívidas e, na hora de negociá-las, faça acordos aos quais você tenha ciência que conseguirá pagar.

Caso contrário, essa atitude não terá valia nenhuma e só te atrapalhará ainda mais.

Porém, com os acontecimentos dos últimos anos, todos sabem que a situação junto com a crise econômica, a inflação e a alta dos preços não está fácil para ninguém.

Por isso, vale explicar aqui a diferença entre as dívidas necessárias e as desnecessárias.

Por exemplo, se você possui filhos, está desempregado e precisa comprar comida ou remédios e tem um cartão de crédito que pode parcelar o valor, essa é uma ‘dívida necessária’.

Agora, se você quer comprar um jogo, roupas novas, um celular novo, uma televisão ou algo dessa natureza, que não seja uma prioridade.

Além disso, que não vai ser usado como ferramenta para você conseguir mais dinheiro, então o ideal é juntar dinheiro e fazer essa compra à vista, sem parcelar, até porque dessa maneira você consegue descontos e acaba pagando menos pelo produto.

Defina suas prioridades e no que você pretende gastar o seu dinheiro de forma consciente, só assim você poderá sair do sufoco financeiro.

MUDE SUA MENTE PARA GANHAR DINHEIRO

 

©2024 | Todos os direitos reservados a Geniuzz