Planejamento financeiro: por onde começar?

Por Geniuzz em 26/12/2021

Primeiramente vamos falar a verdade: a gente sabe que se planejar financeiramente não é o costume da maioria das pessoas, não é mesmo?

A princípio, Talvez você esteja nessa lista.

Assim, essa é uma das razões para 85% dos brasileiros terem perdido o sono por conta do endividamento, segundo pesquisa da Serasa Experian e da Opinion Box. Entretanto, como mudar essa história?

Já que a missão da Geniuzz é te ajudar a tomar as melhores decisões que afetam a saúde do seu bolso (e também das suas emoções), preparamos quatro sugestões de como começar um planejamento financeiro. 

#1 Analise o cenário atual e defina objetivos

Como está a sua vida financeira atualmente? Responda com sinceridade. O primeiro passo para um planejamento financeiro inteligente é observar a realidade e estabelecer metas para transformá-la.

Se você está endividado e com o nome em órgãos de proteção de crédito, por exemplo, decida reduzir alguns gastos supérfluos e procure os credores para tentar negociar os débitos. 

Agora, se você está com as contas em dia, que tal dar um passo a mais e começar a construir uma reserva de emergência e pensar em alguns investimentos? 

Tudo começa aqui. 

#2 Utilize a regra 15-35-50

Há várias “fórmulas” úteis para ajudar a construir seu planejamento financeiro. Uma delas é a regra 15-35-50. Após analisar suas receitas e seus gastos, tente estabelecer o seguinte critério:

  • 50% da sua renda deve ser destinada aos gastos essenciais, que são aqueles necessários para se manter no dia a dia, como alimentação, saúde, educação e transporte. 
  • 35% da sua renda deve ser destinada a gastos relacionados à diversão, lazer e outras atividades prazerosas, como academia, restaurantes, compras, viagens.
  • 15% da sua renda deve ser destinada às obrigações financeiras, desde a quitação de dívidas, passando pelo pagamento de financiamentos até a construção de uma reserva de emergência e uma poupança para o futuro. 

#3 Débito ou crédito?

Aqui a regra é a seguinte: limite de crédito não é dinheiro disponível. Você pode até ter acesso ao produto naquele momento, mas terá que fazer o pagamento quando a fatura chegar.

Por isso, fique atento às compras e acompanhe a evolução dos gastos. Há muitos bancos que permitem que você reduza o próprio limite por um tempo. É um bom exercício de autocuidado para você. 

Sempre que possível, tente comprar à vista no débito, para evitar o endividamento. Você adquire o produto por um preço mais barato e não cai na armadilha de dividir um item em várias vezes e, no futuro, não ter como pagar.

#4 Use uma planilha financeira

A planilha financeira será sua melhor companhia na hora de fazer o planejamento da sua saúde financeira. 

Com a ajuda da ferramenta, você consegue acompanhar todos os seus gastos, analisar se está dentro da meta estipulada e, se for o caso, adequar suas ações para não estourar o orçamento.  

E sabe o que é melhor: a Geniuzz preparou uma planilha financeira exclusiva para você começar a trajetória rumo à construção da sua riqueza.

Aproveite e baixe a sua agora mesmo!

BAIXE A SUA PLANILHA

©2024 | Todos os direitos reservados a Geniuzz