Quanto custa a faculdade de direito? Entenda todos os gastos envolvidos!

Quer cursar direito? Veja quanto em média você vai desembolsar e como funciona o curso.

Por Igor em 11/11/2023
Custos da faculdade de direito

O Curso de Direito é um dos mais desejados do Brasil. Por isso, ele é oferecido por diversas instituições, trazendo um currículo grande e uma variedade de conteúdos para os estudantes, de forma a formar bons profissionais.

Mas você sabe quanto custa a faculdade de direito? Muitas pessoas querem fazer este curso, mas não sabem como mensurar os gastos. Por isso, vamos trazer informações para você sobre o custo da faculdade e seu funcionamento.

Acompanhe a leitura para saber quanto custa a faculdade de direito.

Veja aqui mesmo:

Quanto custa a faculdade de direito?

O valor de uma faculdade de Direito pode variar significativamente, dependendo de diversos fatores, incluindo a localização da instituição, sua reputação e a região do país em que se encontra.

Com isso, na hora de escolher sua faculdade, você deve considerar todas essas questões, de maneira que, assim, possa ter o valor correto da faculdade que quer fazer.

Além desses detalhes, é importante lembrar que as faculdades podem oferecer bolsas e promoções para que os valores sejam menores para os estudantes.

Qual é a faixa de valor de uma faculdade de direito?

A faixa de valor de uma faculdade de Direito pode variar significativamente, dependendo de diversos fatores, como a localização da instituição, sua reputação, o estado onde se encontra, entre outros.

Em média, as mensalidades podem variar desde valores mais acessíveis, a partir de R$ 350 a R$ 700, até mensalidades mais altas, que podem chegar a quase R$ 5.000.

No entanto, é importante observar que instituições de maior renome tendem a cobrar mensalidades mais elevadas, refletindo sua qualidade e prestígio no mercado.

Portanto, a faixa de valor de uma faculdade de Direito pode ser bastante ampla, e os estudantes têm a oportunidade de escolher uma instituição que se encaixe em seu orçamento e atenda às suas necessidades educacionais.

Qual é a mensalidade da faculdade mais barata?

Uma das faculdades de Direito mais baratas no Brasil é a Uninorte, localizada em Londrina, PR, que oferece o curso com mensalidades em torno de R$ 350, tornando-se uma das opções mais econômicas do país.

No entanto, o valor dessa mensalidade mais barata pode variar de acordo com a região e a instituição de ensino, e existem outras instituições que também oferecem cursos com mensalidades semelhantes ou igualmente acessíveis.

Portanto, o custo da faculdade de Direito mais barata depende da localização e das opções disponíveis na região em que o estudante deseja cursar a graduação.

Vale lembrar, também, que este valor pode mudar a qualquer hora e que ele foi verificado no fechamento desta matéria.

E a mais cara?

Uma das faculdades de Direito mais caras do Brasil é a Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV/SP), que cobra uma mensalidade significativamente alta.

Em 2023, o valor da mensalidade para o curso de Direito na FGV/SP é de aproximadamente R$ 4.956,50.

É importante ressaltar que instituições renomadas e de grande prestígio, como a FGV, costumam cobrar mensalidades mais elevadas devido à qualidade de ensino e ao reconhecimento no mercado.

Tabela de preços das principais faculdades de direito

Veja, agora, uma tabela com os valores das mensalidades em diversas faculdades de direito do Brasil:

Instituição Estado Mensalidade
Escola de Direito de São Paulo/FGV São Paulo R$ 4.956,50
PUC-SP São Paulo R$ 3.130,00
Mackenzie São Paulo São Paulo R$ 2.059,00
Escola de Direito do Rio de Janeiro/FGV Rio de Janeiro R$ 4.000,00
PUC Rio Rio de Janeiro R$ 3.465,00
PUC Minas Minas Gerais R$ 1.004,00
FAAO Acre R$ 700
IESC Alagoas R$ 600
FAMETRO Amazonas R$ 950
IECA/FABRAN Amapá R$ 750
UNIVERSO Bahia R$ 650
FGF Ceará R$ 850
IESPLAN Distrito Federal R$ 800
FACASTELO Espírito Santo R$ 550
FAC-Lions Goiás R$ 500
FSJ Maranhão R$ 700
UNIPAC Minas Gerais R$ 450
Faculdades Cathedral Mato Grosso R$ 700
AEMS Mato Grosso do Sul R$ 700
ISES Pará R$ 700
FASP Paraíba R$ 750
UNINORTE Paraná R$ 350
FACIG Pernambuco R$ 650
FCP Piauí R$ 550
UNIG Rio de Janeiro R$ 500
INEC Rio Grande do Norte R$ 600
ANHANGUERA Rio Grande do Sul R$ 900
FCR Rondônia R$ 350
FACES Roraima R$ 650
UNIBAN Santa Catarina R$ 600
UNIT Sergipe R$ 700
FACEAS São Paulo R$ 350
UNEST Tocantins R$ 650

Vale lembrar que estes eram os valores praticados até o fechamento da matéria. Antes de ingressar na faculdade, você deve verificar os valores corretos que são cobrados.

Por que existe tanta diferença de preço?

A diferença de preço nas mensalidades das faculdades de Direito pode ser atribuída a vários fatores que influenciam os custos de educação superior. Alguns dos principais motivos para essa variação de preço incluem:

  • Localização da instituição: Faculdades localizadas em regiões de custo de vida mais elevado, como grandes cidades, tendem a cobrar mensalidades mais altas para compensar os custos operacionais e as despesas com infraestrutura.
  • Reputação e renome da instituição: Instituições de ensino mais prestigiadas e renomadas geralmente cobram mais, pois oferecem uma educação de alta qualidade e são reconhecidas no mercado de trabalho.
  • Qualidade do corpo docente: Faculdades que contratam professores com vasta experiência e conhecimento especializado em Direito podem cobrar mais, devido à excelência na qualidade do ensino.
  • Recursos e estrutura oferecidos: Instituições que investem em infraestrutura moderna, bibliotecas bem equipadas, laboratórios e oportunidades de pesquisa e estágio podem cobrar mais por oferecerem uma experiência de ensino mais completa.
  • Carga horária e atividades práticas: Faculdades que oferecem atividades práticas, como simulações de julgamentos e estágios em escritórios de advocacia, podem ter custos adicionais que refletem nas mensalidades.
  • Localização regional: A região geográfica do Brasil pode influenciar os custos de ensino, com variações nos preços de mensalidades entre estados e cidades.
  • Políticas de bolsas e descontos: Algumas instituições oferecem programas de bolsas de estudo e descontos que podem reduzir significativamente o custo da mensalidade para estudantes qualificados.
  • Diferenças de mercado: A demanda por cursos de Direito em uma determinada região também pode afetar os preços das mensalidades. Em locais com alta concorrência, as instituições podem ajustar suas mensalidades para atrair mais alunos.

Portanto, a combinação desses fatores leva a uma ampla variação de preços nas mensalidades das faculdades de Direito, permitindo aos estudantes escolher a instituição que melhor atenda às suas necessidades e orçamento.

Como é a faculdade de direito?

A faculdade de Direito é uma formação de ensino superior que prepara os estudantes para atuarem no campo jurídico, oferecendo uma ampla gama de conhecimentos teóricos e práticos relacionados ao direito e à justiça.

Por conta disso, o curso é amplo e oferece uma série de matérias relacionadas a diversos campos de atuação que um advogado pode escolher trabalhar.

Quantos períodos tem na faculdade de direito?

A faculdade de Direito tem uma duração média de cinco anos, dividida em 10 períodos acadêmicos.

No entanto, em algumas instituições, os estudantes podem ter a flexibilidade de concluir o curso em um período maior, de acordo com as políticas da universidade e com a necessidade de se cumprir as matérias.

Dificilmente um curso terá menos do que este período. Por isso, se você quer cursar direito, prepare-se para este tempo dentro da faculdade.

O que se estuda?

Durante o curso de Direito, os estudantes passam por uma ampla variedade de disciplinas teóricas e práticas. As matérias cursadas incluem:

  • Direito Civil: Estuda as relações entre pessoas físicas e jurídicas, contratos, responsabilidade civil, direito de família e sucessões.
  • Direito Penal: Aborda crimes, penas, processos criminais e questões relacionadas ao sistema de justiça penal.
  • Direito Constitucional: Analisa a Constituição e os princípios fundamentais do ordenamento jurídico do país.
  • Direito do Trabalho: Explora as leis e regulamentos relacionados ao emprego, direitos dos trabalhadores e relações trabalhistas.
  • Direito Administrativo: Estuda as atividades do governo, poderes, órgãos e administração pública.
  • Direito Tributário: Aborda questões relacionadas a impostos, tributação e responsabilidades fiscais.
  • Direito Empresarial: Foca em questões comerciais, contratos empresariais, sociedades comerciais e atividades empresariais.
  • Direito Ambiental: Explora regulamentações e leis relacionadas ao meio ambiente e à proteção ambiental.
  • Direito da Família: Estuda questões de casamento, divórcio, guarda de crianças e adoção, entre outros.
  • Direito do Consumidor: Analisa as relações de consumo, direitos dos consumidores e responsabilidades de fornecedores.
  • Outras disciplinas eletivas: Os estudantes também têm a oportunidade de escolher disciplinas eletivas para aprofundar seus conhecimentos em áreas específicas do Direito, como Direito Internacional, Direito Marítimo, Direito Digital, entre outras.

Além das aulas teóricas, a faculdade de Direito oferece atividades práticas, como simulações de julgamentos, estágios em escritórios de advocacia, atendimento jurídico à população e a elaboração de peças processuais. Essas atividades visam desenvolver habilidades práticas, como argumentação, redação jurídica e resolução de conflitos.

Portanto, a faculdade de Direito proporciona uma formação abrangente que prepara os estudantes para atuarem em diversas áreas do direito, como advocacia, magistratura, promotoria, defensoria pública, consultoria jurídica, entre outras carreiras relacionadas ao campo jurídico.

Tem como financiar a faculdade de direito?

Sim, é possível financiar a faculdade de Direito por meio de diferentes opções de financiamento estudantil. No Brasil, existem algumas opções que são bem interessantes e que foram criadas para ajudar os estudantes:

FIES (Fundo de Financiamento Estudantil)

O FIES é um programa de financiamento estudantil oferecido pelo governo federal. Os estudantes podem se inscrever no FIES, desde que atendam aos requisitos de renda estabelecidos pelo programa.

O FIES oferece duas modalidades: juros zero para estudantes com renda familiar mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa, e a modalidade P-FIES, para estudantes com renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

ProUni (Programa Universidade para Todos)

O ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas para estudantes de baixa renda que tenham obtido boas pontuações no Enem.

As bolsas integrais cobrem 100% das mensalidades, enquanto as parciais cobrem 50%.

Bolsas de estudo e descontos

Muitas faculdades de Direito oferecem bolsas de estudo ou programas de descontos para estudantes com bom desempenho acadêmico ou que atendam a determinados critérios.

Essas bolsas podem variar em termos de porcentagem de cobertura das mensalidades.

Financiamento privado

Além das opções governamentais, os estudantes também podem recorrer a bancos e instituições financeiras para obter empréstimos educacionais privados.

Esses empréstimos costumam ser baseados na análise de crédito e podem oferecer flexibilidade de pagamento.

É importante analisar todas as opções disponíveis e verificar os requisitos e condições de cada programa de financiamento antes de tomar uma decisão. Cada programa tem suas próprias regras e regulamentos, e a elegibilidade pode variar com base na renda, desempenho acadêmico e outros fatores.

Como conseguir uma bolsa para faculdade de direito?

Para conseguir uma bolsa para a faculdade de Direito, você pode explorar diversas opções, incluindo programas governamentais, bolsas de estudo oferecidas por instituições de ensino e outras oportunidades.

Aqui estão algumas maneiras de buscar bolsas para a faculdade de Direito:

  • ProUni (Programa Universidade para Todos): O ProUni é um programa do governo que oferece bolsas integrais e parciais em instituições de ensino superior privadas. Para se candidatar, você deve ter obtido boas notas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e atender aos critérios de renda estabelecidos pelo programa.
  • FIES (Fundo de Financiamento Estudantil): O FIES é um programa de financiamento estudantil oferecido pelo governo. Ele permite que os estudantes financiem suas mensalidades com taxas de juros reduzidas e prazos flexíveis de pagamento. As condições variam com base na renda do estudante.
  • Bolsas da própria instituição: Muitas faculdades e universidades oferecem bolsas de estudo com base no desempenho acadêmico e em outros critérios. Verifique se a instituição em que você deseja estudar oferece bolsas específicas para o curso de Direito.
  • Bolsas por mérito: Algumas organizações e fundações oferecem bolsas por mérito para estudantes excepcionais. Procure oportunidades de bolsas por mérito que possam se aplicar a estudantes de Direito.
  • Bolsas de instituições privadas: Algumas instituições de ensino privadas têm programas de bolsas de estudo para atrair estudantes talentosos. Essas bolsas podem ser oferecidas com base no desempenho acadêmico, habilidades específicas ou necessidades financeiras.
  • Bolsas de organizações profissionais: Algumas organizações jurídicas e associações de advogados oferecem bolsas de estudo para estudantes de Direito. Procure oportunidades em associações jurídicas locais ou nacionais.
  • Trabalho e estudo: Alguns estudantes conseguem empregos ou estágios remunerados em escritórios de advocacia ou empresas relacionadas ao Direito. Isso pode ajudar a cobrir parte das despesas com a faculdade.
  • Bolsas de pesquisa e extensão: Algumas faculdades de Direito oferecem bolsas de pesquisa e extensão para estudantes que desejam se envolver em atividades acadêmicas e projetos de impacto social.
  • Programas de voluntariado e serviço público: Algumas organizações governamentais e não governamentais oferecem programas de voluntariado e serviço público que incluem benefícios educacionais, como bolsas de estudo ou perdão de empréstimos estudantis.

Certifique-se de verificar os requisitos e prazos de inscrição de cada oportunidade de bolsa, pois eles podem variar. Além disso, mantenha um bom desempenho acadêmico e busque oportunidades que se alinhem com seus interesses e objetivos de carreira.

Como pagar uma faculdade de direito? Como me organizar?

Pagar uma faculdade de Direito pode ser um desafio financeiro, mas com um planejamento adequado, é possível gerenciar os custos e se organizar financeiramente. Aqui estão algumas dicas sobre como pagar uma faculdade de Direito e se organizar financeiramente:

  • Pesquise opções de instituições e mensalidades: Antes de escolher uma faculdade de Direito, pesquise diferentes instituições e seus custos. Compare as mensalidades, programas de bolsas de estudo e opções de financiamento. Optar por uma instituição mais acessível pode ajudar a reduzir os custos.
  • Bolsas de estudo e programas de financiamento: Procure oportunidades de bolsas de estudo, como o ProUni, e programas de financiamento estudantil, como o FIES, que podem oferecer assistência financeira para cobrir as mensalidades. Verifique os requisitos e prazos de inscrição e candidate-se a essas opções.
  • Trabalho de meio período: Considere trabalhar de meio período durante a faculdade para ajudar a cobrir as despesas. Muitas faculdades oferecem programas de estágio ou empregos no campus que podem se encaixar em sua programação de aulas.
  • Orçamento pessoal: Crie um orçamento pessoal detalhado que liste todas as suas despesas mensais, incluindo mensalidades, moradia, alimentação, transporte e outros gastos. Isso ajudará a ter uma visão clara de suas finanças e a identificar áreas onde você pode economizar.
  • Programas de assistência financeira: Verifique se a faculdade de Direito oferece programas de assistência financeira, como bolsas de estudo institucionais, ajuda de custo ou oportunidades de emprego no campus. Esses programas podem ajudar a reduzir os custos educacionais.
  • Economize em materiais didáticos: Compre livros usados, utilize a biblioteca da faculdade e considere a compra de versões digitais de materiais didáticos, o que pode ser mais econômico do que comprar livros novos.
  • Evite gastos supérfluos: Identifique despesas supérfluas em seu orçamento e elimine-as ou reduza-as. Isso pode incluir jantares fora, compras impulsivas ou entretenimento caro.
  • Considere moradia econômica: Se você precisa morar fora de casa, procure opções de moradia mais econômicas, como dividir um apartamento com colegas de classe ou utilizar programas de moradia estudantil.
  • Programas de pagamento flexível: Alguns programas de ensino superior oferecem opções de pagamento flexíveis, como planos de parcelamento das mensalidades. Verifique se a sua instituição de ensino oferece essa opção.
  • Planejamento a longo prazo: Antes de iniciar a faculdade, crie um plano financeiro a longo prazo que leve em consideração seus custos educacionais, metas de carreira e objetivos financeiros. Isso ajudará a tomar decisões informadas sobre como pagar a faculdade de Direito.

Lembre-se de que pagar uma faculdade de Direito pode exigir esforço e comprometimento, mas também pode abrir portas para uma carreira gratificante.

Existe faculdade de direito gratuita? Quais as opções?

Sim, existem faculdades de direito gratuitas no Brasil. As instituições públicas, mantidas pelo governo federal ou estadual, oferecem cursos de graduação e pós-graduação em direito sem cobrança de mensalidades.

Algumas das principais universidades públicas que oferecem cursos de direito são:

  • Universidade de São Paulo (USP)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade de Brasília (UnB)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)

Para ingressar em uma faculdade pública de direito, é necessário prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obter uma nota suficiente para ser aprovado no vestibular.

Qual é o salário médio de quem conclui a faculdade de direito?

O salário médio de um profissional que conclui a faculdade de Direito pode variar amplamente dependendo de vários fatores, incluindo localização geográfica, tipo de emprego, nível de experiência e especialização.

No entanto, geralmente, os formados em Direito têm a oportunidade de ganhar salários atraentes.

A média salarial de um advogado pode variar significativamente com base na localização e na especialização. Em áreas urbanas e grandes cidades, os advogados geralmente ganham mais.

Inicialmente, um advogado pode ganhar um salário em torno de R$ 4.079,06, mas com o tempo e a experiência, os salários tendem a aumentar. O salário médio de um advogado experiente pode variar de R$ 5.000 a R$ 15.000 ou mais por mês.

Lembre-se de que esses números são aproximados e podem mudar com o tempo e de acordo com o mercado de trabalho.

Vale a pena fazer uma faculdade de direito com mensalidade barata?

A decisão de fazer uma faculdade de Direito com mensalidade barata depende de diversos fatores e das suas próprias circunstâncias pessoais. Aqui estão alguns pontos a serem considerados ao tomar essa decisão:

  • Reconhecimento da Instituição: Verifique se a instituição que oferece a faculdade de Direito com mensalidades mais baixas é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e tem credibilidade no mercado. Isso é importante para garantir que seu diploma seja válido e respeitado no futuro.
  • Qualidade do Ensino: Avalie a qualidade do ensino oferecido pela instituição. Procure informações sobre o corpo docente, a estrutura da faculdade e as oportunidades de estágio ou prática jurídica. Uma educação de qualidade é fundamental para sua formação.
  • Custo-Benefício: Considere o custo-benefício da faculdade. Uma mensalidade mais barata pode ser atraente, mas certifique-se de que a qualidade do ensino e as oportunidades oferecidas justifiquem o investimento.
  • Localização: Pense na localização da instituição. Uma faculdade mais barata em uma região distante pode exigir custos adicionais de deslocamento e moradia. Avalie se esses custos extras compensam a economia na mensalidade.
  • Objetivos de Carreira: Considere seus objetivos de carreira. Se você pretende atuar em áreas altamente competitivas, como advocacia corporativa ou carreiras públicas, a reputação da faculdade pode desempenhar um papel importante.
  • Bolsas e Financiamento: Procure por programas de bolsas de estudo, financiamento estudantil ou outras formas de assistência financeira que possam tornar a faculdade de Direito mais acessível, mesmo em instituições com mensalidades mais elevadas.
  • Pesquisa e Avaliação: Realize pesquisas detalhadas sobre as opções disponíveis. Converse com alunos atuais e ex-alunos, visite as instalações da faculdade e participe de eventos de portas abertas para obter informações em primeira mão.

Lembre-se de que uma faculdade de Direito é um compromisso de longo prazo, e a qualidade da sua formação pode afetar sua carreira futura. Portanto, é fundamental ponderar todos esses fatores antes de tomar uma decisão.

Uma faculdade com mensalidades mais baixas pode ser uma escolha válida, desde que atenda aos seus objetivos acadêmicos e profissionais.

Gostou das dicas? Coloque em prática para que você possa avaliar o custo de uma faculdade de direito e fazer seu curso de forma organizada. E veja outras dicas em nosso site.

Você também vai gostar