Dicas essenciais sobre empréstimo pessoal: saiba mais!

O empréstimo pessoal pode ser uma opção para você colocar as contas em dia, alcançar alguns objetivos e realizar sonhos. 

Por Geniuzz em 20/12/2021

No entanto uma pesquisa recente do Boa Vista SCPC mostrou que apenas 41% dos brasileiros conseguiram manter as contas em dia durante a quarentena.  

Caso você esteja no grupo dos que precisam de ajuda, nós da Geniuzz preparamos um pequeno guia com informações importantes que você deve saber antes de tomar um empréstimo. 

Enfim, nossa missão é te ajudar a tomar decisões melhores. 

O que é empréstimo pessoal?

Empréstimo pessoal é um produto oferecido por instituições financeiras, antes de mais nada aos que emprestam dinheiro ao solicitante (também chamado de tomador de serviço), sem a necessidade de comprovar a finalidade.

Assim, trata-se de uma operação de crédito entre a instituição e o cliente, amparados por um contrato. O cliente recebe o valor previamente estabelecido, com uma taxa de juros. A quantia deve ser devolvida no prazo determinado no contrato. 

Esse produto é uma solução prática para quem precisa de dinheiro com certa urgência para finalidades variadas. Na maioria das vezes, é solicitado para resolver uma emergência, quitar dívidas, sair do rotativo do cartão de crédito ou do cheque especial. 

Como solicitar empréstimo pessoal?

Ademais, para pedir um empréstimo pessoal, entretanto os principais requisitos são ter mais de 18 anos e possuir CPF ativo. Além disso, é necessário apresentar carteira de identidade (RG) e, na maioria das vezes, conta corrente em um banco. Para boa parte das opções, o solicitante deverá apresentar comprovante de renda. 

O primeiro passo para contratar um empréstimo, você deve submeter uma solicitação na empresa escolhida. Atualmente, existem muitas opções 100% online, sem a necessidade de ir à uma agência e preencher muitos formulários burocráticos.

Após essa primeira etapa, é hora do banco ou financeira avaliar seu pedido e seu histórico para decidir sobre o risco da concessão do crédito. 

Como é a análise de crédito?

Ao receber o pedido de empréstimo pessoal, a empresa escolhida por você fará uma análise de crédito para entender melhor seu perfil. 

Afinal, como vocês não se conhecem, é importante estabelecer alternativas para saber como é o seu comportamento de compra e histórico no mercado. 

O que você precisa saber sobre empréstimo pessoal

Em geral, a análise de crédito pessoal é dividida em cinco etapas:

  1. Solicitação dos dados cadastrais;
  2. Análise de restrições em seu nome;
  3. Análise do perfil de crédito (incluindo o score);
  4. Análise do comprometimento da sua renda;
  5. Análise dos documentos.

Empréstimo aprovado, e agora?

Após a análise de crédito, sua solicitação será reprovada ou aprovada. Em caso de reprovação, avalie a possibilidade de rever os gastos e buscar alternativas para ganhar uma renda extra. 

Já em caso de aprovação, você deverá seguir os passos solicitados pela empresa que concederá o empréstimo. Tanto em processos presenciais quanto virtuais, você terá que assinar o contrato.

No documento estarão todas as informações referentes à contratação do crédito. As principais informações do contrato serão:

  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras);
  • Quantidade e valor das parcelas e taxa de juros;
  • O valor que você receberá;
  • Forma de pagamento das parcelas (débito em conta, boleto bancário ou cheque pré-datado);
  • CET (Custo Efetivo Total), que é o custo total do empréstimo em formato de taxa de juros anual, incluindo todas as taxas, encargos e impostos. 

Preciso fazer algum pagamento antecipado?

Afinal, só existe uma resposta para essa pergunta: NÃO! 

Nunca faça nenhum tipo de pagamento antecipado para conseguir seu empréstimo pessoal. Desconfie de anúncios e empresas que oferecem “propostas irrecusáveis”. 

O número de golpes de falso empréstimo está aumentando cada vez mais no Brasil, especialmente a partir de propostas que envolvem taxas de juros muito baixas e condições facilitadas para quem está negativado. 

Os argumentos que os golpistas mais usam para pagamento antecipado são: cobrança de IOF, seguro prestamista e taxa de câmbio. Caso suspeite que esteja sendo enganado, encerre a negociação imediatamente. 

Consegui o empréstimo, e agora?

A dica mais valiosa é: pague as parcelas do seu empréstimo pessoal em dia. Assim, além de honrar o compromisso que você firmou junto à empresa credora, criará a imagem de um “bom pagador”. 

Visto assim, você terá mais facilidade para adquirir crédito novamente, não só em forma de empréstimos, mas também em financiamento, cartão de crédito e até na compra da casa própria. 

Se ao longo do tempo de pagamento você conseguir dinheiro suficiente para quitar seu empréstimo, você pode fazer isso de maneira antecipada. Assim, você ficará livre dessa preocupação e ainda fará uma boa economia no valor dos juros que seriam cobrados nas próximas parcelas. 

E aí, anotou tudinho? 

Agora você já está preparado para solicitar um empréstimo, que tal conferir o empréstimo pessoal do Supersim?

O que você precisa saber sobre empréstimo pessoal

©2024 | Todos os direitos reservados a Geniuzz