Três a cada quatro brasileiros apontam o dinheiro como sua maior preocupação

Pesquisa realizada por fintech mostra que menos de 18% dos brasileiros conseguem terminar o mês pagando as contas e guardando algum dinheiro. 

Por Geniuzz em 10/05/2022

Três a cada quatro brasileiros apontam o dinheiro como sua maior preocupação

Primeiramente se você fosse questionado hoje sobre qual o maior problema que enfrenta atualmente, há uma grande chance de sua resposta ser sobre dinheiro. Assim, porque mais de 2 terços da população está enfrentando problemas relacionados a economia ou a pagamento com o seu salário. 

Todavia a pesquisa realizada pela fintech Onze, foram demonstrados alguns dados que mostram a realidade da preocupação dos brasileiros na atualidade

Três a cada quatro brasileiros

Dentro da pesquisa, 74% dos brasileiros relataram que o dinheiro é maior preocupação do dia a dia. Esse número se mostrou sobretudo superior à angústia com a família, que teve uma marca de 60%. Os problemas maiores relacionados com preocupação com saúde marcaram 57%, enquanto trabalho teve a marca de 44% dos entrevistados. 

Preocupação com o dinheiro

Contando com um grupo de mais de 1.600 pessoas, todas assalariadas e trabalhando em regime CLT, a preocupação com o dinheiro foi grande e demonstrou ainda mais que a situação é preocupante, já que este grupo, com renda fixa mensal, costuma ter uma taxa menor neste tipo de pesquisa. 

 

Saúde financeira em risco: como anda o dinheiro do brasileiro?

No grupo entrevistado, apenas 17,8% relataram que conseguem cobrir os gastos e sobrar algum dinheiro no final do mês, que usam para uma reserva de emergência ou para realizar alguma outra atividade.

Do outro lado, estão 42,7%, que responderam que o dinheiro cobre os gastos, mas não sobra, ou seja, são parte daquele grande grupo que relata que trabalham somente para pagar as contas.

Ainda tem um grupo de 33,7%, que relataram que o dinheiro não cobre os gastos mensais, se tornando preocupante e fator agravante em relação a estresse e a dívidas que começam a adquirir. 

Controle financeiro

Por fim, 5,8% dos entrevistados afirmaram que não fazem controle financeiro, não conseguindo responder à pergunta, se tornando também um dado alarmante, já que a falta de controle pode gerar grandes problemas futuros. 

 

Patologia: estresse financeiro

A agravante situação de preocupação com o dinheiro gerou estudo e mostrou que essa pressão que as pessoas sentem por conta de precisar de dinheiro para as necessidades básicas gerou um problema que hoje é conhecido como estresse financeiro

Assim como outras formas de estresse, ele atinge a saúde física e mental de quem sofre, fazendo com que tenha diversos problemas. Em geral, se percebeu que o funcionário que sofre de estresse financeiro tem as seguintes patologias:

  • Cansaço excessivo.
  • Baixa produtividade.
  • Tremores.
  • Falta de motivação.
  • Ansiedade.
  • Insônia. 
  • Aceleração do coração.
  • Pressão alta.
  • Risco de infarto. 
  • Dores de cabeça. 

Dentro deste grupo entrevistado, mais de 30% dos entrevistados admitiu que o estresse financeiro afeta constantemente seu trabalho, fazendo com que tenha um rendimento menor e que a preocupação não permita que se consiga um resultado que poderia obter. 

Sintomas de stresse financeiro

Um dado bem alarmante é que 59,1% dos entrevistados relataram que a insônia é o principal sintoma que sentem por conta do estresse financeiro, fazendo com que sua produtividade seja baixa e que gere os problemas físicos relatados. 

Outro problema muito relatado foi a perda de foco, onde 54,8% relataram que não conseguem se concentrar nas atividades por conta da falta de dinheiro. 

Ainda dentro das patologias e como a falta de dinheiro afeta o brasileiro, o grupo mostrou que mais de 20% sofrem com mau humor e impaciência com colegas de trabalho, gerando conflitos e problemas ainda mais sérios. 

Por fim, o estresse financeiro gera um risco de desenvolver ansiedade e isso é visto nas pesquisas, já que 20,3% das pessoas responderam que ficam ansiosas e desesperadas em resolver os problemas e pendências de serviço o mais rápido que podem, sem conseguir relaxar ou parar antes de terminarem. 

 

Vida pessoal e saúde mental: prejudicadas pela falta de dinheiro

No entanto outro dado que ficou bem aparente e alarmante foi sobre a vida pessoal de quem está sofrendo por falta de dinheiro. 62,3% das pessoas admitiram que não possuem, definitivamente, energia para aproveitar momentos com família e amigos. 

Ainda assim dentro destas questões, 47,9% das pessoas sofrem com estresse e falta de paciência, ou seja, já que estão extremamente preocupados com dinheiro para sustentar a família. 

A falta de dinheiro também é apontada como um dos principais motivos de desentendimento com o parceiro. Dentre os entrevistados, mais de 32% das pessoas relataram que já tiveram problemas com o parceiro por conta de falta de dinheiro, gerando desentendimentos e até, em alguns casos, o fim da relação. 

Em relação aos efeitos na saúde mental, o estrese financeiro gerou tantos problemas que mais de 75% dos entrevistados demonstraram problemas que sentem em sua saúde mental por conta de falta de dinheiro. Entre os problemas relatados estão:

  • Ansiedade (71,6%);
  • Pensamento incessante sobre as dívidas e precisar pagar o que deve (64,5%);
  • Sensação constante de desânimo (58,3%);
  • Irritabilidade, o famoso “nervos à flor da pele”, que faz a pessoa se irritara por tudo (46,7%);
  • Medo do futuro e sensação de não saber o que fazer (45,9%).

Considerando sobretudo que o estresse financeiro atinge 3 a cada 4 trabalhadores com renda fixa, é um dado alarmante e que requer muito cuidado. 

 

Como superar o estresse financeiro

Ainda que a falta de dinheiro seja um dos principais problemas que o brasileiro enfrente na atualidade, seja por conta de aumento nos produtos básicos do lar, a perda do poder de compras, ou seja, por conta do grande risco de desemprego, é preciso cuidar da mente para que não se tenha problemas maiores

Para se superar o estresse financeiro, a principal dica dos especialistas é em relação à organização. Sempre se fala em colocar as contas em uma planilha, montando os gastos e os recebimentos, para que se tente organizar como vai ser a vida financeira dentro de cada mês e, assim, possa saber como o dinheiro está sendo usado

Em geral, a falta de organização pode fazer com que as pessoas tenham um estresse financeiro maior sem necessidade, já que, organizados, saberão exatamente para onde está indo o dinheiro

E, por fim, caso realmente o dinheiro esteja em falta, fica mais fácil encontrar soluções, seja reduzindo gastos, seja indo em busca de novas rendas ou então até se pensar em trocar de emprego para outro que possa lhe dar maiores possibilidades. 

Seja como for, a organização financeira é o principal passo. 

Além disso, é importante que você tenha momentos de distração e de lazer, onde possa respirar e deixar sua mente se desligar. Hobbies, passeios, assistir um filme e até ir visitar alguém que você não vê há muito tempo.

Afinal, tudo isso pode trazer uma tranquilidade para você e fazer com que, assim, consiga organizar os pensamentos e melhor seu estresse financeiro, e fica longe de ser um dos quatro brasileiros inseridos no contexto.

E, claro, sempre que necessário, peça ajuda a especialistas que possam lhe ajudar a sair deste momento. 

 

Gostou da matéria? Permaneça no site e descubra mais informações sobre vida financeira e soluções para seu dia a dia. 

MAIS CONTEÚDOS COMO ESSE

Três a cada quatro brasileiros

©2024 | Todos os direitos reservados a Geniuzz